12º MOSTRA ARTEFACTO by Sueli Adorni e Letícia Frare

O evento contou com a presença de fornecedores, parceiros, amigos queridos, equipe Artefacto e família.

Foi uma noite alegre, todos adoraram e ficamos felizes com o resultado!

Obrigada a todos que compartilharam conosco o lançamento deste projeto!!

Parabéns a Artefacto e a todos os arquitetos e designers que participaram da Mostra!!

PHILIPPE STARCK Kartell Brasil Novembro 2011

Hélio e Sandra Bork  com o presidente da Kartell Claudio Luti recebem o designer internacional Philippe Starck  para o lançamento da cadeira Masters, já eleita o novo ícone do design Kartell.

O casal Bork promoveu no espaço Kartell, em São Paulo na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, um coquetel de lançamento e homenagem ao designer, onde receberam um número incrível de arquitetos e designers.

Além disso, promoveram uma exposição especial para destacar os grandes sucessos de Philippe Starck para a Kartell – fruto de uma parceria de sucesso, que já dura 23 anos.

SIMPLISMENTE FANTÁSTICO!!!!!!!!!!!!!!!!!

Arquitetos em Paris

O Clube Alpha Decor Alphaville em premiação de 2010 e 2011, levou arquitetos vencedores do Programa de Fidelização para Paris e em comemoração ao prêmio, um lindo jantar em meio ao Rio Sena.

Muitos tim tins e a certeza que o próximo ano será muito promissor!!!!!!

CHAMPAGNE um lugar mágico!

A região de Champgne fica aproximadamente a 148 km de Paris, onde se encontra o chamado Triangulo do Champagne que liga as cidades Epernay, Reims e Châlons-en-Champagne. Lá estão as Caves e Maisons seculares com gastronomia inigualável que encantam os amantes do vinho. A paisagem é colorida de onde florescem os mais célebres vinhedos do mundo.

A cidade de EPERNAY é o início para o caminho do Champagne e lá estão Moet et Chandon, Dom Pérignon, Mercier, Perrier-Jouet entre outras.

A cidade de REIMS está a 29 km de Epernay e é conhecida como a capital do champagne, esta construída sobre as cavernas seculares, usadas para estocar os vinhos e entre várias Maisons estão a Mumm, Pommery, Taittinger e a Veuve Clicquot.

CURIOSIDADES na visita a Moet et Chandon e Dom Pérignon em Epernay  :  Na Abadia o monge Dom Pérignon cultivava uvas para o vinho das missas e associou-se com a família Chandon, que comprou a Abadia em 1834. Embora desde a antiguidade tenha havido vinho na região de champagne, foi somente a partir do fim do século XVII que a bebida adquiriu sua característica espumante, através dos métodos inovadores do monge Dom Pérignon.Já, a filha da família Moet casou-se com o filho da família Chandon em 1814 e a marca Moet et Chandon foi registrada somente em 1833.

A Champagne Dom Perignon utiliza 2 tipos de  uvas, a Pinot noir e a Chardonnay

A Champagne Moet et Chandon Imperial utiliza 3 tipos de uvas, a Pinot noir, a Chardonnay e  a Pinot Meunier

As garrafas são acondicionadas em crayeres (salas) e túneis subterrâneos, os quais alcançam 28 kmde extensão, em 3 andares. Nos mesmos túneis estão a Moet et Chandon e a Dom Perignon.  A Moet Imperial descansa aproximadamente 3 anos, a safra Vintage de5 a7 anos e a Grand vintage 8 anos. A Dom Perignon  Vintage tem a plenitude aos 8 anos, a Rose entre 10 e 12 anos, a Cuve Royale  20 anos e a Cuve Abadia até 30 anos. A Maison Moet et Chandon distribui cerca de 30 milhões de garrafas ano no mundo.

CURIOSIDADES na visita a Veuve Clicquot  em Reims : Fundada por Philippe Clicquot em1772 a empresa também teve o comando de seu filho François, que morreu cedo e a sua jovem viúva, Nicole-Barbe Ponsardin assumiu os negócios aos 27 anos. Com ela nasceu uma nova história vinícola na Europa e a sofisticação do champagne, Nicole inventou o método de resfriamento dos resíduos da uva (remuage), sedimentando-os no gargalo da garrafa para depois retira-lo, resultando no clareamento da bebida. Nicole não casou novamente para não perder o controle da empresa que ficou sob seus olhos até os 89 anos de idade. Hoje a marca não pertence mais a família Clicquot e sim ao grupo LMVH, detentos das grifes Vuitton, Dior, Givenchy e Guerlian.